15 de jul de 2011

Harry Potter; Tapurus Mágicos; Cultura Universal e Saudades Eternas

 Dia 15... Acordei tarde pra caramba hoje. Ontem foi a pré-estreia... Nunca chorei por tanto tempo na minha vida. Ok que não foi mesmo o melhor filme da saga (Enigma do Príncipe, amo do fundo do meu coração. Se é que coração tem fundo.), não pelas cenas, nada disso. A qualidade dos efeitos especiais tá realmente boa, e a atuação deles lá nem fala. Muito boa (ainda não me conformo de Tom Felton não ter ganhado um Oscar, ele tava muito bom mesmo no Enigma do Príncipe). Agora o roteiro... Como disseram já, o 7.1 (Relíquias da Morte parte 1) mandou todo mundo (que não tinha lido o livro, claro) pra casa com um quebra cabeça pra tentar montar. Melhor explicando, deixou muita gente boiando. Bem feito. Foi o que aconteceu com quem tava lendo o livro também, pelo menos até antes de acabar. 
 Mas voltando ao assunto, o 7.1 deixou muita coisa a entender, e era pro 7.2 ter esclarecido. As questões principais ficaram bem claras, tipo a do porquê (ha, coloquei gramaticamente correto, u.u) Draco era o verdadeiro dono da Varinha das Varinhas, não Snape (Draco desarmou Dumbledore antes de Snape matá-lo), mas as mais secundárias, que eu nem notei a falta, porque já tinha lido o livro milhões de vezes, u.u, ficaram boiando lá.
 Teve uma coisa meio fail no filme: o esqueleto do Basilisco, tipo uma cobra gigante que tem um veneno que pode "matar" as Horcruxes, que Harry matou na Câmara Secreta (tanto o lugar, como o filme/livro), ou seja, a uns 3 ou 4 anos atráz, totalmente descomposta, Hein? Aí eu comentei isso com... Adivinha quem? Sofia. Aí ela:


  - É, são tapurus mágicos


 Aí eu tive uma crise de riso que só parou no beijo de Hermione e Rony ( e foi aí que eu comecei a chorar, e num parei mais, até o filme acabar, e depois eu fiquei meia hora na sala pra tirar minha cara de choro (sou expert nisso, pra num dar na cara que eu sou emo, asuhauhau', brincando...), só pra meu 'irmãozinho' não ficar zoando. Ódio.
 Caramba, quando eu acordei (umas 3... Acho.), eu fiquei pensando... Acabou. Toda a fantasia daqueles filmes, que me faziam viajar, ficar sonhando e imaginando coisas... Acabou. Ok, eu chorei rios. Mas aposto que se você era realmente fã e Harry Potter significava pra você uma coisa muito boa, não importa o que, você chorou também. E eu também aposto que se você não é fã tá me achando ridícula. Então, antes de me achar ridícula, vê que eu tô tendo coragem de postar isso aqui. Harry Potter é cultura de uma geração toda, e agora é um clássico universal. A heras tá na minha lista de 'Filmes e Livros pros meus filhos verem e lerem e se orgulharem da mãe com cultura deles' u.u

Nenhum comentário:

Postar um comentário